quarta-feira, agosto 17

Informações inéditas da evolução geológica na Bacia de Jatobá são reveladas durante as obras de transposição do Rio São Francisco


Conglomerado polimítico clasto-suportado da
Formação Salvador, Bacia de Jatobá.
 
Durante os trabalhos de campo do Projeto Novas Fronteiras - Alto Moxotó entre as cidades de Floresta e Petrolândia/PE, os geólogos da CPRM caracterizaram pela primeira vez, afloramentos de conglomerados sintectônicos na Bacia de Jatobá expostos nos cortes das obras da Transposição do Rio São Francisco.

Os dados obtidos foram publicados na revista científica Journal of South American Earth Sciences, em Julho de 2016. O artigo intitulado “Primeiro registro da Formação Salvador na Bacia de Jatobá (Nordeste do Brasil, Pernambuco): Caracterização de fácies e sistema deposicional”, dos pesquisadores em Geociências Bruno Ludovico Horn e Débora Ferrer de Morais.

terça-feira, agosto 16

Laboratório de Sismologia da CPRM recebe dados sismológicos nacionais e internacionais em tempo real

Figura 01 – Danos causados pelo terremoto de magnitude 5.1, 
no ano de 1986, em João Camara, Rio Grande do Norte.

Embora terremotos de grandes proporções não ocorram no Brasil, nosso país possui uma atividade sísmica que não pode ser ignorada. Em geral são tremores de baixa intensidade. Há, contudo, registros ocasionais de terremotos com magnitude próxima a 5, que podem danificar estruturas e causar pânico. Temos, como exemplo, o terremoto de João Câmara (1986), Rio Grande do Norte, de magnitude 5.1, onde várias casas foram danificadas e grande parte da população se mudou à época da cidade (Figura 01). Eventos como esse mostram a importância da identificação de áreas de maior sismicidade, por meio de uma rede sismográfica consistente e estruturada que possa dar uma resposta rápida à sociedade em caso de terremotos.


Sureg-PA participa do Fórum Estadual de Mineração no Rio Grande do Sul

Andriotti fala sobre as ocorrências de insumos para a construção civil 
na região de Porto Alegre
 Foto: Marcelo Matusiak e  César Moraes/playpress

No dia 12 de agosto, pesquisadores da Superintendência Regional de Porto Alegre (Sureg-PA), do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), participaram do Fórum Estadual de Mineração, em Porto Alegre-RS, promovido pela  Associação Gaúcha de Produtores de Brita, Areia e Saibro (Agabritas) e pelo Sindicato da Indústria da Mineração de Brita, Areia e Saibro do Estado do Rio Grande do Sul (Sindibritas).

No evento o superintendente da Sureg-PA, José Leonardo Andriotti, e o geólogo Michel Marques apresentaram, a convite da Agabritas, a palestra intitulada "Projetos de Insumos para construção civil - CPRM/Rio Grande do Sul e Santa Catarina".  Na apresentação  destacaram a importância do projeto “Insumos para Construção Civil” em âmbito nacional e da região metropolitana de Porto Alegre, desenvolvido com apoio da Divisão de Minerais Industriais (Dimini) da CPRM. 

Sureg-BH cria Grupo de Trabalho de Análise de Processo

Reunião dos membros do GETAP-BH com o superintendente Paulo César Souza
Com o objetivo de avaliar e programar melhorias em diversos níveis da Superintendência Regional de Belo Horizonte (Sureg-BH) foi criado o Grupo de Trabalho de Análise de Processo (GTAP-BH). O grupo, que conta com o apoio do superintendente Paulo César de Souza, desde a ideia inicial até a sua formalização, é formado por representantes das gerências e de vários setores da Sureg.

O GTAP surgiu da identificação, por parte do superintendente e de vários funcionários, da necessidade de se criar um grupo que fosse capaz de analisar e avaliar os atuais métodos de trabalho para, após estudos de viabilidade, implementar as possíveis melhorias visando dotar a Sureg-BH de uma estrutura mais moderna nos processos de gestão interna.

sábado, agosto 13

Residência de Porto Velho comemora os 47 anos da CPRM


Um café da manhã foi servido hoje 15 de agosto, na Residência de Porto Velho a todos os empregados em comemoração aos 47 anos da CPRM.